O ministro dos Esportes da Rússia, Vitali Mutko, disse nesta quarta-feira que os torcedores do país não deveriam ser proibidos de viajar ao Reino Unido para o jogo entre Rússia e Inglaterra, válido pelas Eliminatórias do Copa do Mundo de 2010, dia 9 de setembro. Segundo Mutko, em princípio se pode proibir tudo, “que o povo saia do
país ou vá a qualquer outro lugar”, mas dificilmente a medida salvará
alguém da gripe suína, motivo de uma recomendação para que os russos
não viajem para assistir ao jogo.

“Claro que iremos”, disse o ministro. “Acho que não devem lançar uma campanha como a da luta contra o álcool. Com proibições nunca se vence mal algum.” Para o ministro, é preciso ser precavido e explicar às pessoas as medidas de prevenção. “Medidas práticas são mais efetivas que qualquer proibição”, destacou. “Falamos com os garotos que jogam na Inglaterra e o que se diz aqui (a respeito da situação da gripe no Reino Unido) não é o mesmo que se vê lá”, acrescentou Mutko.

Na segunda-feira, o chefe do Serviço Epidemiologista da Rússia (SER), Gennady Onischenko, recomendou aos torcedores do país que não fosse à cidade britânica de Cardiff, onde será realizada a partida.

Sem mais artigos