Você, que já assistiu a Toy Story 3, responda: o filme é preconceituoso, sexista e homofóbico? Pois foi essa a acusação do site feminista americano MS Magazine, que publicou em seu blog uma crítica a respeito do longa-metragem.

A autora do texto, Natalie Wilson, escreveu que “o filme começa com uma mostra do poder feminino, em que a Srta. Cabeça-de-Batata oferece habilidade em roubar e a cowgirl Jessie monta o cavalo Bullseye. Parou por aí: a partir desse momento, exibe os mesmos sexismos descuidados de seus antecessores.”

Entre outras queixas, ela diz que Ken é retratado como “um fashionista gay enrustido” e vítima de piadas que sugerem que “as piores coisas para um homem é ser gay ou mulher”. Além disso, aponta Barbie como uma uma representação hiper-feminina e garante que seu relacionamento com Ken “perpetua as normas mais danosas de gênero e sexualidade.”

Natalie conclui o artigo dizendo que a Pixar, produtora do filme, “não abandonou seus scripts centrados na figura masculina. Nem foi além de sua visão ‘todo mundo é branco e de classe média’ do mundo”.

Veja abaixo uma galeria com imagens de Toy Story 3.

 

Sem mais artigos