Está confirmado: o Rio de Janeiro irá sediar os Jogos Olímpicos de 2016. A Cidade Maravilhosa será a primeira cidade da América do Sul a sediar uma Olimpíada, derrotando Madri, Tóquio e Chicago.

Para comemorar essa vitória, o Virgula Música reuniu algumas canções que podem servir como trilha sonora para a Olimpíada de 2016. As músicas falam tanto dos encantos da capital fluminense quanto a respeito do espírito da competição mais nobre do esporte mundial. Confira:

Ouça a playlist especial Rio de Janeiro na Rádio UOL

Samba do Avião, clássico de Tom Jobim, fala sobre a beleza do Rio de Janeiro e da saudade que a cidade causa em quem a abandona – e a alegria que, no avião, qualquer pessoa sente ao avistar o Cristo Redentor e a praia de Copacabana.

Aquele Abraço, de Gilberto Gil, também celebra a beleza e a alegria da Cidade Maravilhosa.

Rio 40 Graus, de Fernanda Abreu, descreve os problemas do Rio de Janeiro, mas também não nega a beleza e o encanto da cidade.

“O nome dela é Rio, e ela dança pela areia / E quando ela brilha, ela mostra a você tudo do que ela é capaz”. É assim que começa a música Rio, do grupo Duran Duran.

O remix do Everything But The Girl para a música Corcovado, de Tom Jobim, é uma ótima versão para a faixa original. “Muita calma pra pensar/E ter tempo pra sonhar/Da janela vê-se o Corcovado/O Redentor, que lindo”.

A extensa composição de Martinho da Vila e Gabriel o Pensador, Sou Carioca Sou do Rio de Janeiro, fala sobre a cidade e as vantagens de ser carioca. “Sou carioca, sou do Rio de Janeiro/E o nosso Rio não é só março e fevereiro/Tem pagode o ano inteiro”

Rio de Janeiro, de Barry White, vai direto ao ponto: “I’ve been to Rio de Janeiro / I love the fun in the sun and the people / In Rio de Janeiro, it’s so exciting to see, no matter where you go”.

Aproveitando o tema das Olímpiadas, nada melhor do que uma faixa da banda Foals, Olympic Airways.

Essa com certeza você conhece:  Carruagens de Fogo, do Vangelis, se tornou um clássico e é tocada em praticamente todos os Jogos Olímpicos por simbolizar vitória e superação.

Mais uma arroz de festa: é só um atleta ou um time vencer uma competição que, invariavelmente, vamos ouvir We Are the Champions, do Queen.

Sem mais artigos