O resultado do comércio varejista brasileiro no primeiro semestre deste ano é o pior desde 2004. Segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada nesta quinta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os seis primeiros meses deste ano apresentaram um crescimento de 4,4% no volume de vendas, o menor aumento semestral dos últimos cinco anos.

Os melhores resultados do primeiro semestre foram percebidos nos setores de equipamentos e material para escritório/informática (16,7%), artigos farmacêuticos, medicamentos e perfumaria (11,8%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (9,5%). Já os piores desempenhos foram dos segmentos de material de construção (-10,2%) e tecidos, vestuário e calçados (-6,9%).

Analisando apenas o mês de junho, o volume de vendas do comércio varejista teve um aumento de 1,7% em relação ao de maio deste ano e de 5,6% em relação ao de junho do ano passado.

Sem mais artigos