Um grupo de adolescentes chineses que estavam internados em uma clínica de reabilitação para viciados em internet se rebelou e fugiu. Na semana passada o grupo de 14 garotos amarrou um instrutor da clínica e correu para a liberdade.

Infelizmente para os interneteiros a liberdade durou pouco. Todos os garotos foram encontrados pela polícia depois de dar o calote no táxi que chamaram durante a fuga.

Os garotos entre 15 e 22 anos se revoltaram com os métodos militares dos instrutores, mas dos 14 fujões apenas um conseguiu se livrar do esquema. Os outros 13 já foram mandados de volta para a clínica pelas suas famílias.

Não é a toa que os garotos resolveram amarrar o instrutor. Há um mês dois instrutores foram condenados a 10 anos de prisão por bater em um garoto até a morte. Nem internet nem nada mais para o pobre garoto chinês.

De acordo com a Associação de Jovens Chineses para Desenvolvimento da Rede, há mais de 24 milhões de adolescentes viciados em internet na China. Metade deles é viciado em jogos online. O resto deve estar em site de sacanagem.

Isso tudo em um país em que a internet sofre com a censura do governo.

Sem mais artigos