De acordo com levantamento divulgado pela Serasa nesta quinta-feira (18), a inadimplência em maio teve um aumento de 18,9% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Agora, a taxa de cheques devolvidos está no maior nível desde 1991, com 25,2 devoluções para cada mil compensações.

Ao todo, foram devolvidos no mês passado 2,49 milhões de cheques e 98,74 milhões foram compensados. Em maio de 2008, 2,40 milhões retornaram, contra 113,19 milhões de cheques aceitos sem nenhuma oposição bancária. Na comparação com abril de 2009, o aumento da inadimplência foi de 13,5%.

De acordo com a Serasa, nos cinco primeiros meses deste ano o índice de cheques devolvidos avançou 16,3% na comparação com o mesmo período de 2008.

Em média, foram 23,6 cheques devolvidos a cada mil compensados. Entre janeiro e maio, 12,11 milhões de cheques voltaram em um total de 512,73 milhões foram compensados.

Os dados ainda mostraram que, nos cinco primeiros meses do ano, os cheques devolvidos por falta de fundos representaram 17,5% da inadimplência dos consumidores, abaixo da participação de 22,8% do mesmo período de 2008.

Volume de cheques devolvidos é o maior em 18 anos

Sem mais artigos