Os médicos que cuidam do presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disseram que novos exames serão feitos para avaliar seu estado de saúde. De acordo com os especialistas, esses exames deverão ser realizados no próximo sábado (30), no Instituto do Coração (Incor), em São Paulo.

Nesta sexta-feira (29), Lula descansa em seu apartamento, localizado na cidade de São Bernardo do Campo. Na noite da última quarta-feira (27), o presidente teve uma crise de hipertensão e precisou ser hospitalizado às pressas.

Foi a primeira vez que o presidente passou por esse tipo de problema na vida, disse Roberto Kalil Filho, médico particular de Lula há 20 anos. “O presidente é uma pessoa saudável. Como vocês sabem, faz avaliação clínica regularmente. A chamada crise hipertensiva é a primeira vez”, disse Kalil.

Por conta do problema, Lula se viu obrigado a cancelar muitos compromissos de sua agenda, entre eles o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. “Eu tirei o presidente do avião e achei que ele não deveria viajar. Foi por ordem médica que ele não viajou. Ele, inclusive, até o último momento relutou: ‘não, vamos viajar’. Mas eu falei ‘não presidente, vamos pra casa'”, contou Cléber Ferreira, médico que acompanha o presidente há cinco anos.

Sem mais artigos