O presidente do Haiti, René Préval, disse na noite da quarta-feira (27) que, até agora, quase 170 mil corpos foram recolhidos na capital do país, devastado por um terremoto em 12 de janeiro.

Em uma entrevista coletiva, o chefe de Estado atualizou o total de corpos recolhidos após o tremor de 7 graus na escala Richter e destacou os esforços realizados nos últimos 15 dias para limpar as ruas e liberar o tráfego.

Segundo estimativas oficiais, o terremoto do dia 12 deixou mais de 170 mil mortos, cerca de 200 mil feridos e três milhões de desabrigados, metade dos quais ficou sem casa.

Também em entrevista coletiva, o primeiro-ministro haitiano, Jean-Max Bellerive, disse que serão necessários pelo menos quatro ou cinco anos para que o país volte a ser o que era em 11 de janeiro de 2010.

Sem mais artigos