O fotógrafo novaiorquino Spencer Tunick está com tudo pronto para realizar outra de suas instalações, com milhares de pessoas peladas, fotografadas todas juntas em algum ponto emblemático da Terra.

Dessa vez a cidade escolhida é Sidney e a obra será montada dia 1 de março. Tunick já esteve em mais de 75 pontos turísticos de lugares como Nova York, Barcelona e São Paulo (quando fotografou uma multidão sem roupa em frente ao prédio da Bienal). Nas palavras de Tunick, sua obra  transmite o conceito de como a vida é vulnerável em meio a grandes paisagens. E sua força está em como os “pelados”, reunidos em multidão, tornam-se um novo corpo à parte da individualidade e de qualquer conotação sexual.

A foto de Sidney será na Opera House, cenário famoso onde se comemora o Ano Novo e as grandes festas da metrópole. A data coincide, de propósito, com a Parada Gay dos australianos. Em entrevista para a revista The Advocate, publicada na terça-feira (16), ele justifica a escolha: “Existem algumas questões que me preocupam bastante, como as mudanças climáticas e os direitos iguais para homens e mulheres gays”. Spencer Tunick – que já fez duas obras com apoio do Greenpeace – espera que muitos gays apareçam para a foto de Sidney. Pela internet, voluntários com mais de 18 anos deviam se cadastrar para receber por email as instruções do ensaio fotográfico. Como recompensa, todos os envolvidos ganham uma ampliação da fotografia.

Essa é a segunda vez que um ensaio do artista será feito na Austrália. Em outubro de 2001, Tunick fez fotos em Melbourne. Depois de Sidney, o artista planeja fotografar em algum lugar da Califórnia.

Aqui no álbum
, encontre fotos de algumas obras já realizadas.

Sem mais artigos