Em abril, o XXII Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica vai discutir novas maneiras de combater aquele probleminha estético que tanto assombra as mulheres: a celulite.

Os motivos pelos quais desenvolvemos a celulite são inúmeros: pode ser por predisposição genética, alimentação, sedentarismo, problemas hormonais e outras coisas. Mas como fazer para usar a tecnologia para amenizar essa situação? Isso é o que os dermatologistas vão discutir, no Rio de Janeiro, entre os dias 21 e 25.

Entre as novidades estão o uso de substâncias preenchedoras dos tais furinhos. O uso da radiofrequência no tratamento também será  abordado, assim como técnicas que utilizam ultrassom, infra-vermelho e vácuo, para melhorar a drenagem, estimular a produção de colágeno e firmar a pele.

As tecnologias, no entanto, não fazem milagres: mudar de hábitos alimentares e a adotar um estilo de vida saudável ainda exercem papeis fundamentais no combate à celulite.

Sem mais artigos