A equipe americana do revezamento 4×400 metros feminino perderá o ouro que conquistou nos Jogos Olímpicos de 2004, disputados em Atenas, na Grécia, devido ao envolvimento da atleta Crystal Cox em um escândalo sobre doping.

Na mais recente reunião da Federação Internacional de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês), realizada em Doha, onde acaba acontecer o Mundial de Atletismo Indoor, ficou decidido que Cox ficará quatro anos suspensa.

Por decisão dos dirigentes, a desqualificação da atleta começa em 2001 e, segundo o artigo 39.2 das Regras de Competição da Federação Internacional, o quarteto americano perderá o ouro ganho em Atenas 2004.

Na verdade, nos arquivos estatísticos da IAAF, a equipe do revezamento 4×400 feminino dos EUA já aparece como desqualificada.

No mês passado, em Vancouver, o Comitê Olímpico Internacional (COI) abriu um processo disciplinar sobre o caso de Cox, suspensa por quatro anos pela agência antidoping de seu país depois que admitiu ter violado as normas durante os Jogos Olímpicos de Atenas.

Cox participou da primeira bateria do revezamento 4×400, mas não da final, na qual as americanas superaram as equipes da Rússia e da Jamaica, que agora serão as primeiras e segundas, respectivamente. Já o terceiro lugar vai ficar com as atletas britânicas.

Sem mais artigos