Acontece neste final de semana o Super Bowl, o maior evento televisivo dos Estados Unidos. Trata-se da final do campeonato de futebol americano, um evento que pára o país e tradicionalmente reúne grupos de amigos que assistem a partida mais esperada do ano.

Para se ter uma ideia da importância do evento para os americanos, o espaço comercial durante as transmissões do Super Bowl ficaram 329% mais caros nos últimos 20 anos, de acordo com levantamento da consultoria TNS Media Intelligence.

A rede de televisão responsável pela transmissão da grande final é a NBC, que cobrou US$ 3 milhões por cada anúncio de 30 segundos em 2009. Em 1990, quando o evento era de responsabilidade da CBS, o montante cobrado era de US$ 700,4 mil.

E nesse período, aumentou também a audiência, chegando a um total de 98 milhões de espectadores, somente nos EUA, no ano passado.  Nos anos 90, assistiam ao jogo 73,9 milhões de americanos.

Segundo a TNS, em 20 anos o Super Bowl gerou receitas, com vendas de anúncios, de US$ 2,17 bilhões, com 210 anunciantes diferentes, que compraram mais de 1,4 mil intervalos comerciais durante a partida.

A maior anunciante no evento é a cervejaria americana Anheuser-Busch, que faz parte do grupo InBev. A empresa comprou, somente no ano passado, quatro minutos de espaço na TV, e para este ano manterá o patamar de investimento. Em 20 anos, a fabricante de cervejas gastou US$ 311,8 milhões em anúncios do Super Bowl.

Para este ano, outra grande anunciante decidiu reduzir sua participação. Com isso a PepsiCo irá manter somente os anúncios da marca Doritos. Em 20 anos, a companhia gastou US$ 254,2 milhões com o jogo final. A GM é a terceira colocada, com gastos de US$ 80,5 milhões, mas estará fora do Super Bowl de 2010.

Mas o Super Bowl é também um grande evento para as famílias e grupos de amigos em todo os EUA, que com isso acabam movimentando todo o comércio do país. O final de semana do jogo é conhecido como o que tem a maior venda de abacate nos supermercados.A fruta é usada para preparar um guacamole, tradicional molho da cozinha mexicana muito popular por lá.

Quem lucra também são as pizzarias. Uma das maiores do país, a Papa John’s estima vender 600 mil unidades somente durante o jogo. A estimativa das pizzarias é que sejam consumidas 350 fatias de pizza por segundo de jogo.

A  partida acontece neste domingo, dia 7 de fevereiro, no estádio do Miami Dolphins e será disputada pelo Indianapolis Colts e New Orleans Saints, a partir das 21 horas no horário de Brasília.

Sem mais artigos