O São Paulo, que recebe amanhã o Nacional, do Paraguai, em partida do Grupo 2 da Copa Libertadores, demonstrou não esperar um adversário tão fácil como o que venceu por 2 a 0 há uma semana em Assunção.

O técnico do São Paulo, Ricardo Gomes, disse hoje que o conjunto paraguaio pode ser mais perigoso quando joga fora de casa e alertou que o Nacional, com três derrotas em três jogos, precisa urgentemente de uma vitória amanhã para não dizer adeus à Libertadores.

“O Nacional tem um comportamento diferente quando joga fora de casa. Quando foi derrotado pelo Monterrey no México, na realidade merecia vencer”, afirmou o treinador do clube paulista.

“Teoricamente, a equipe pode ser considerado como fraca, mas na prática não é assim. Além disso, serão 11 contra 11 no Morumbi”, acrescentou Gomes ao pedir respeito pelo Nacional.

O treinador reconhece que o São Paulo venceu em Assunção sem mostrar um bom jogo e adverte que, para pensar em assumir o primeiro lugar no Grupo 2, o conjunto tem que melhorar muito no Morumbi.

O São Paulo ocupa o segundo lugar no Grupo 2 com seis pontos. O clube precisa vencer amanhã e torcer por um tropeço do colombiano Once Caldas, líder com sete pontos, que joga também nesta quinta-feira com o Monterrey.

“Temos que torcer para que eles (Once Caldas e Monterrey) empatem. Com as atuais regras, um empate é o melhor que podemos esperar desses dois adversários”, acrescentou Gomes.

O técnico admitiu que poderá alinhar amanhã o que considera como sua equipe ideal, mas preferiu fazer um treino a portas fechadas.

Washington, autor dos dois gols contra o Nacional, seguramente estará novamente no ataque, provavelmente ao lado de Dagoberto ou de Marcelinho Paraíba, que pode ser escalado novamente no meio-campo no lugar de Jorge Wagner.

Quem espera uma oportunidade é o zagueiro André Luis, que já cumpriu os três jogos de suspensão em partidas da Libertadores por seu incidente com um árbitro em um jogo da Copa Sul-Americana no ano passado.

Os preferidos por Gomes na defesa, no entanto, sempre foram Miranda e Alex Silva, que estão em plena forma. O Nacional chegou na madrugada desta quarta-feira a São Paulo com vários desfalques por lesões, o que impediu que o técnico Ever Hugo Almeida desse pistas sobre a equipe que utilizará.

Alguns dos jogadores lesionados são o lateral Carlos Ruiz Peralta, o meio-campo Marcos Melgarejo e o atacante Fabio Ramos, que fizeram parte do time titular na partida de ida contra o São Paulo.

Além das três derrotas na Libertadores, o Nacional também não vai bem no Torneio Apertura do Campeonato Paraguaio, no qual ocupa posições intermediárias com 11 pontos, a dez do líder Cerro Porteño.

Prováveis escalações:

São Paulo: Rogério Ceni; Cicinho, Miranda, Alex Silva, Júnior César; Jorge Wagner (Marcelinho Paraíba), Jean, Hernanes, Richarlyson; Dagoberto (Marcelinho Paraíba) e Washington. Técnico: Ricardo Gomes.

Nacional: Caffa; Piris, Miranda, Miers, Aquino; Mazacote, Riveros, Bordón, Cáceres; Beltrán e Aquino. Técnico: Ever Hugo Almeida.

Árbitro: Darío Agustín Ubriaco (URU), auxiliado por seus compatriotas Carlos Esteban Pastorino e William Casavieja.

Sem mais artigos