O SiSU (Sistema de Seleção Unificada), criado pelo Ministério da Educação para que os estudantes que realizaram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) possam se inscrever nas mais de 50 universidades federais que utilizarão a prova como vestibular neste ano, já havia recebido 410 mil inscrições até o meio da tarde desta segunda-feira (1º).

 

O prazo se esgota na quarta-feira (3) e, até lá, todos podem alterar o curso que desejam fazer, e a universidade que desejam frequentar. Entre sexta-feira e sábado, porém, muitas pessoas reclamaram de lentidão na conexão e problemas técnicos, fazendo com que o MEC cogitasse a possibilidade de ampliar o prazo de inscrição.

 

A lista dos cursos com maior número de inscrições era liderada por medicina e direito, mas, levando em conta curso e universidade, a maior procura envolvia bacharelado interdisciplinar em ciência e tecnologia da Universidade Federal do ABC. A cada dia, o SiSU recalcula as notas de corte, de acordo com as escolhas feitas até o momento. Serão distribuídas 47,9 mil vagas e, no próximo dia 15, o processo será retomado para a segunda chamada.

Sem mais artigos