Kele Okereke, o vocalista da banda Bloc Party, deu uma entrevista para a revista Butt falando das dificuldades e receios de sair do armário para os pais. Kele é gay assumido e seus pais são católicos fervorosos.

A sexualidade, no entanto, não é um tema que Okereke costuma abordar. Ele acha que falar sobre sua orientação sexual ou sua raça não interferem diretamente em seu trabalho, então ele evita o tópico. Dessa vez, porém, ele resolveu falar sobre o momento complicado.

“Meus pais são super católicos e vieram de uma cultura na Nigéria onde não existem gays assumidos e felizes”, comentou. “Meus pais estão ficando velhos e eu não gostava da ideia de que eles pudessem morrer sem saber de uma parte tão grande da minha vida. Não é fácil. Mas eu sei que eles me amam e eu os amo também”.

Kele também frisou a importância de falar abertamente sobre o assunto. “O motivo pelo qual estou fazendo isso [dando a entrevista] é porque não importa aonde eu vá, eu sempre sou parado por jovens homossexuais que dizem que é encorajador ver alguém como eu numa banda relativamente famosa. Se eu tivesse alguém para me dizer que não tinha problema ser eu mesmo quando era adolescente, eu provavelmente seria uma pessoa diferente hoje. Esse é o motivo pelo qual estou fazendo isso agora, depois de anos de silêncio”.

Sem mais artigos