A lagosta azul e outros animais que "ganharam" cores diferentes

Lagosta de duas cores foi encontrada por um pescador em Massachusetts

Os animais, como todos sabem, usam a camuflagem como elemento de defesa contra predadores. Muitos deles acabam “ganhando” cores interessantes para fugir de possíveis ameaças, outros adquirem coloração diferente por mutações sofridas em seu habitat etc.

Uma lagosta azul foi descoberta recentemente em Londres por pescadores e foi parar no Museu de História Natural. Acredita-se que ela tenha sofrido uma variante genética rara para ficar nesse tom de azul próximo ao metálico – geralmente esse tipo de lagosta tem um tom mais escuro, próximo ao marinho.

LEIA TAMBÉM: Esquilos são “flagrados” em cenas nada comuns

O jornal inglês Mirror separou imagens de outros dez animais “meio mutantes” e você pode conferir quais são na galeria do alto da página. 

A lagosta azul e outros animais que "ganharam" cores diferentes

Sem mais artigos