Alexandre Bez

Alexandre Bez

Psicólogo e escritor.

HERÓIS

Emilio: Porque razão os cornos viraram heróis?
Evandro: Tá na moda.
Emilio: Seria a última etapa da imbecilidade do ser humano?
Alexandre: O que aconteceu é que essa novela repercutiu de uma forma muito legal. Sou noveleiro assumido. O que acontece é que o Tufão ele representa o papel típico do cara que é sacaneado sem saber. É muito difícil para os Tufões que existem por aí…
Emilio: Aqui na rádio tem uma meia dúzia.
Bola: Tem.
Amanda: Nessa mesa tem pelo menos dois.

TRAIÇÃO

Emilio: A traição só existe quando tem o corno…
Amanda: O quê?
Emilio: A traição só vai existir, quando por exemplo, o Tufão…
Daniel: Quando o cara permite.
Emilio: Não, basta você não saber. Você nunca será um corno.
Bola: O que os olhos não veem, o coração não sente.
Emilio: Exatamente, Bola!

CARMINHA

Amanda: Ela pode ser considerada uma psicopata? Ela passou anos mentindo…
Alexandre: Ela pode ser considerada uma psicopata, não pelas atitudes, mas especialmente pelas ações que ela desencadeava. A personalidade psicótica dela impulsionava… agora mostrou que ela viu a mãe ser morta.
Bola: Isso…
Alexandre: Ela tá no final da formação, cinco anos. Então seu aparelho mental não estava formado. Ela tem toda a justificativa de ser o que ela foi. Largada no lixão pelo pai…
Amanda: Parece que ele abusou dela.
Alexandre: Se ela foi, então é mais justificável o comportamento dela.
Daniel: Parece que a intenção do autor é fazer dela a mocinha.

Adriano Alves

Sem mais artigos