Um americano de 33 anos pediu ajuda ao estado do Tennessee para sustentar seus 30 filhos, que ele teve com 11 mulheres diferentes, informou nesta segunda-feira o canal “WREG-TV“, de Memphis.

 

Desmond Hatchett, que vive em Knoxville, afirmou num tribunal do Tennessee na semana passada que precisava diminuir bastante o valor das pensões que paga para as 11 mulheres com quem teve filho, pois não tem mais dinheiro suficiente. O filho mais novo de Hatchett é ainda um bebê e o mais velho tem 14 anos.

O americano, que recebe o salário mínimo local, é obrigado a entregar 50% de sua renda (limite máximo permitido por lei) para pagar as respectivas pensões. Algumas das mães recebem apenas US$ 1,49 por filho.

Apesar da numerosa prole, ele assegurou que sabe todos os nomes, idades e aniversário de seus rebentos.

Para explicar sua assombrosa capacidade reprodutiva, Hatchett disse que, por duas vezes, chegou a ter “quatro filhos a cada ano”.

Sua história já tinha se tornado conhecida nos EUA em 2009, quando ele tinha 21 filhos e afirmou que não pensava em ter mais descendentes.

No entanto, nos últimos três anos, Hatchett teve mais nove crianças.

Sem mais artigos