Quando tinha 18 anos, em 2003, o artista Mike Brodie saiu de casa para viajar pelos Estados Unidos em cima de trens, de forma clandestina. Durante sua jornada de quatro anos, o cara conheceu pessoas que fazem o mesmo rolê e os retratou. Eram jovens loucões, com pouca grana e muita atitude, vivendo um estilo de vida ao mesmo tempo romântico, perigoso e sujo.

Mike, desde então, ganhou vários prêmios, incluindo o Prêmio Baum para Artistas Norte-Americanos Emergentes, mas desistiu da carreira de fotógrafo para se dedicar ao trabalho de mecânico de veículos pesados. Punk o cara…

Sem mais artigos