Imagina descobrir que uma de suas fotos no Instagram virou um quadro e está exposto em uma galeria de arte. Agora, imagina descobrir que ele foi vendido por US$ 90 mil (o equivalente a R$ 285 mil). Foi o que aconteceu com uma mulher chamada Doe Deere. Ela é uma das 37 pessoas que tiveram fotos do Instagram transformadas em obra de arte, sem permissão, pelo artista estadunidense Richard Prince.

As imagens, que fazem parte da série New Portraits, estão expostas no evento Frieze Art Fair New York, na galeria Gagosian. A apropriação das fotos não são ilegais, em razão da flexibilidade da lei estadunidense em relação a imagens postadas publicamente na internet. Prince substituiu as legendas originais por textos que ele mesmo escreveu.

“Não, eu não dei permissão. E, sim, o artista controverso Richard Prince, 65 anos, está vendendo de qualquer forma. Já foi vendido (por US$ 90 mil, me disseram) durante a vernissage VIP. Não, eu não vou atrás dele e não faço ideia de quem comprou”, escreveu Deere, fundadora de uma companhia de cosméticos, em seu Instagram. Na imagem, a empresária aparece de cabelo azul, segurando uma boneca parecida com ela.

E como você classificaria o novo trabalho de Prince? Arte pretensiosa e preguiçosa? Ou um olhar original sobre o ato de fazer retratos na vida moderna? De qualquer forma, tem gente que sabe fazer dinheiro nessa vida…

Sem mais artigos