Sabe aqueles cases de celular fofinhos com bichos de estimação e personagens de desenhos animados? Bem, pode esquecê-los, porque esse case aqui vai tomar conta da sua mente – e talvez dos seus pesadelos com smartphones – pelos próximos meses. A invenção da artista Sarah Sitkin, de Los Angeles, é incrível e um pouco assustadora, ao mesmo tempo. A “capinha” de iPhone idealizada por Sarah, feita com um material sintético (obviamente, e ainda bem!), lembra uma orelha humana, com cores, dobras e textura semelhantes à pele da região. Não bastasse isso, a peça também se mexe como a nossa orelha, como se estivesse “viva”. Sinistrão, hein?

Sinistro para uns, genial para outros. Apesar de bizarro, esse case de celular é bem peculiar e tem alguns fãs espalhados pelo mundo, sim. A orelha sintética, inclusive, já encontrou uma casa lá na Austrália, o país das esquisitices. Faz sentido, né? Ah, e para os interessados, vale dizer que a peça não sai por menos de U$ 600 dólares. Olha só como ela fica na palma da mão:

Todo o trabalho de Sarah Sitkin se orienta por esse “realismo” sintético e um pouco perturbador, combinando réplicas de partes do corpo humano a itens do dia-a-dia, em uma única criação ou instalação artística. Pessoas mais delicadas podem se incomodar com as fotos abaixo, mas vale a pena conhecer Sarah e esse seu lance com a pele humana.

Se liga:

Sarah Sitkin

Assustador? Esse case de celular se mexe como uma orelha de verdade

Sem mais artigos