Uma funcionária pública da Austrália processou a empresa onde trabalha por ter se ferido enquanto fazia sexo em uma viagem de negócios. Uma lâmpada de vidro caiu em seu rosto e ela precisou de cuidados médicos por causa do acidente. A australiana ganhou a causa nesta sexta-feira (20) e será ressarcida das despesas médicas. 

 

Segundo seu depoimento em juízo, ela estava fazendo sexo sim, porém, o motel onde estava foi fornecido pelo órgão do governo para o qual trabalha, sendo assim, a qualidade do local era de responsabilidade da empresa. 

A sentença favorável do juiz responsável pelo caso teve a seguinte justificativa: “Se a recorrente tivesse sido ferida durante uma partida de cartas em seu quarto, ela teria direito à indenização”, logo, neste caso, a autoridade concluiu que o reembolso das despesas era justo. 

O nome da mulher e os valores recebidos não foram divulgados por questões legais. 

Sem mais artigos