Uma avó cortou as mãos da neta de oito meses por motivos inexplicáveis na China. A senhora cuidava do bebê enquanto os pais estavam no trabalho. Ao voltar do expediente, a mãe encontrou a menina sem os membros e a senhora desacordada, também mutilada, em uma tentativa de suicídio. 

 

Segundo o “Daily Mail”, um vizinho presenciou a mãe chamando por socorro e a ajudou a levar a criança para o hospital em Shandong, província chinesa. “A mulher voltou para casa após o trabalho no inicio da tarde e, dez minutos após entrar, saiu correndo segurando o bebê ensanguentado. As mãos da criança tinham desaparecido”, contou. 

A testemunha relatou que entendeu o que aconteceu quando a mulher ligou para o marido contando que a criança havia sido mutilada pela avó, que em seguida tentou suicídio. 

As causas do incidente ainda não puderam ser esclarecidas, pois a senhora está em coma desde o ocorrido. 

Neste domingo (24), o bebê passou por uma cirurgia de 12 horas em que os médicos tentaram reimplantar os membros. Conforme o jornal, não se sabe se as mãos da menina serão salvas, mas caso a operação seja bem sucedida ela, provavelmente, precisará passar por outros procedimentos que ajudem a restaurar as funções dos membros. 

Sem mais artigos