Vocês finalmente conseguiram ficar sozinhos e você está empolgadíssima. Mas eis que, na hora H, o cara não se anima. Quer dizer, ele diz estar animadíssimo, mas certas evidências mostram o contrário. E agora?

Todo mundo sabe que isso pode acontecer com qualquer um, mas quando é com o seu gato a coisa complica e as dúvidas aparecem: “Era a nossa primeira vez! Finalmente os pais deles tinham viajado e eu fui passar o fim-de-semana em sua casa. Foi um desastre. Logo que chegamos fomos naquela empolgação para o quarto, mas, chegando lá… Nada. Eu fiquei pior que ele, achava que ele não tinha gostado do meu corpo, fiquei cheia de paranóias. Depois da segunda tentativa eu me senti tão mal que inventei uma desculpa e fui embora.”, conta Manuela, 20.

Mas fique sabendo que se o garoto broxar, principalmente na primeira vez, não há motivo para toda essa preocupação. Segundo o Dr. Celso Marzano, urologista e terapeuta sexual, membro titular da Sociedade Latinoamericana para o Estudo da Impotência e Sexualidade (SLAIS), “cada um é responsável pelo seu prazer. O homem é responsável pela sua ereção e a mulher pelo seu orgasmo. Os dois se juntam pela troca de estímulos, mas uma garota não faz o homem ter uma ereção sozinha, assim como um garoto não faz uma mulher chegar ao orgasmo sem sua ajuda”.

Os principais motivos para um garoto não conseguir sustentar uma ereção são emocionais. Depressão, tristeza, problemas pessoais, além do uso de drogas e abuso do álcool. Entre os jovens, “a causa mais comum é o medo do desempenho sexual. Os garotos temem falhar e não ter a resposta que imaginam. Muitas vezes a mulher também deixa claro que espera um bom desempenho, o que traz ansiedade e eleva a adrenalina, impedindo a ereção”.

QUER SABER COMO AGIR NUMA SITUAÇÃO DESSAS? CLIQUE AQUI!

Sem mais artigos