Do final do século XIX até o meio do século XX, uma casa em Paris era o local perfeito para quem procurava diversão pecaminosa. Le Cabaret de L’Enfer (O Cabaré do Inferno, em tradução livre) recebia os clientes com um porteiro vestido de satanás e tinha as paredas decoradas de forma assustadora e claustrofóbica. 

Por coincidência ou oportunismo, ao seu lado havia um clube chamado Le Ciel (O Céu). Mas esse era para amadores. 

Sem mais artigos