Opal

Os cachorros de Haley Bennett, de 21 anos, chamam a atenção por onde passam. Dona de uma poodle, Opal, e da chihuahua Stella, a norte-americana de Ohio tinge a pelagem dos animais e pinta suas unhas sempre que possível.

O visual diferente, contudo, rendeu diversas críticas. “Muitas pessoas não gostam. Uma mulher já me disse, ‘se quer brincar com algo, arranje logo uma boneca'”, contou a tosadora ao Daily Mail. Em resposta, ela garante que nunca faria o trabalho se os animais não estivessem confortáveis. “Eles amam a atenção que recebem quando são tingidos e com o resultado final”, ressaltando que utiliza tintas seguras para animais.

A família ainda conta com a chiweenie Lilah. Mas como possui uma pele sensível, não pode passar pelos procedimentos estéticos que chegam a durar até 1 hora e 45 minutos. Haley explicou: “passar a tinta demora uns 15 minutos, mas o design e a finalização tomam mais tempo, podem durar de 1h a 1h30”.

Stella

“Pode ser um pouco difícil fazer os cachorros ficarem quietos esse tempo todo, mas as mesas de tosa ajudam”, afirma. A duração da cor, de acordo com a profissional, depende do quão vibrante ela é e normalmente sai conforme a pelagem cresce.

Ela relata ao tabloide que muitos estranhos a param na rua para elogiar os cachorros e fazer perguntas técnicas, como quanto tempo a cor dura ou se é seguro ou não. Aos que não apoiam o visual, ela tenta se defender ao dizer: “é uma forma de expressão… As pessoas vivem vestindo os cachorros com roupinhas e ninguém diz nada, não vejo diferença com o que eu faço.”

Sem mais artigos