Atriz, modelo e apresentadora.

TEMPOS DE VJ

Carioca: MTV já foi embora, faz tempo…
Carla: Faz um tempinho já, né?
Bola: Tá sabendo legal.
Carioca: Não…
Gui: Ela foi VJ.
Carioca: Você chegou a trabalhar com ela, Gui?
Gui: Não, não cheguei a trabalhar. Você trabalhou lá em que ano?
Carla: 2004.
Carioca: Faz tempo, hein? Faz um tempão!
Davis: Disk MTV!
Evandro: Quando clipe ainda dava audiência na MTV, antes do Youtube.
Carla: Era o canal da música.

PEÇA

Carioca: A Carla está em cartaz com a peça “Bruta Flor do Querer”, que tá rolando no Viga Espaço Cênico, é isso?
Carla: Isso, é em Pinheiros.
Carioca: Resenha por favor, minha querida Carla.
Bola: É, do que se trata a peça? É comédia?
Carla: É difícil… não é comédia não, apesar de ter alguns momentos mais de ironia. Na verdade o texto fala da história de um ex-casal de atores e eles estão no teatro e se encontram pra reviver a história que aconteceu entre eles. Com o tempo da peça, você acaba percebendo que ela é contada por um único ponto de vista. Falei que era difícil.
Carioca: É uma “peça cabeça”.
Carla: É como a gente contar uma história para alguém e não necessariamente tenha vivido mesmo. É o que nós lembramos.
Evandro: Nossa visão particular.

TEMPOS DA TRIP

Evandro: Gata, como é que você fazia para chegar nas moças para elas fazerem os nus da Trip?
Carla: Quando eu trabalhei lá? Eu não era exatamente a pessoa que tinha esse duro trabalho de convencer as meninas, mas na verdade elas já chegavam bem convencidas.
Evandro: Já queriam pagar peitinho.
Carla: É, porque elas queriam fazer. Na verdade a conversa era de como isso ia ser feito mais artisticamente.
Evandro: Tipo, na cachoeira.
Carla: É, aonde que seria o ensaio, se seria numa praia, num apartamento…
Carioca: Que acaba no final das contas sendo tudo no mesmo lugar.
Carla: Mais ou menos.
Carioca: Vamos combinar, é na mansão, é na beira da praia, no meio da selva.
Evandro: Nunca é no açougue, em cima da carne moída.

Sem mais artigos