No último fim de semana, foi realizada em São Paulo a Cavalete Parade, uma exposição ao ar livre, produzida com cavaletes irregulares espalhados pelo Brasil por candidatos a prefeito e vereadores.

 

Cansados de verem os materiais de campanha atrapalhando a passagem de pedestres, sujando e emporcalhando as cidades – além de infringirem a lei eleitoral, que proíbe tal propaganda, quando esta impede o ir e vir das pessoas –, o publicitário Victor Birtto, de 24 anos, e o ilustrador Marco Furtado, de 28 anos, criaram uma página no Facebook reunindo pessoas tão indignadas quanto eles. O resultado foi mais de 18 mil eleitores dispostos a transformar os cavaletes ilegais em obras de arte.

A proposta dos criadores da Cavalete Parade era simples: pegar um cavalete irregular e transformá-lo em arte. No dia 29 de setembro, as obras seriam expostas em cidades como São Paulo, Campinas, Jundiaí, Recife, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeir e Florianópolis. E foi o que aconteceu. 

A partir das 13 horas, os cavaletes começaram a ser colocados no canteiro central da Avenida Paulista – local onde a exposição foi realizada em São Paulo – e em poucos minutos foram atraindo milhares de olhares curiosos de todas as idades. O lindo sábado ensolarado contribuiu para o sucesso da exposição, que contou com centenas de obras, em sua maioria, alertando para o voto consciente.

Entre as 16h e 17h, artistas e apreciadores do evento, que quisessem levar as obras como recordação, foram retirando as peças da exposição, para que, assim como avisaram os organizadores do evento, ninguém cometesse o mesmo erro dos candidatos, deixando o material espalhado pela cidade. 

Vírgula Inacreditável acompanhou a exposição realizada na Avenida Paulista, em São Paulo e o resultado é este aí na galeria de fotos do alto da página. 

Sem mais artigos