Deu a louca no patrão. Richard Branson, CEO do grupo de empresas Virgin (que abrange de música e entretenimento até telecomunicações e transporte aéreo), decidiu conceder férias ilimitadas para seus funcionários em escritórios em Nova York, Londres, Genebra e Sidney.

Em seu blog, o bilionário disse que tomou a decisão depois de ler um artigo, enviado por sua filha, sobre a política de férias da Netflix, empresa de TV por demanda. Ele acredita que as férias ilimitadas podem ser muito bem aplicadas a suas empresas, com o objetivo de aumentar o moral, a criatividade e a produtividade dos funcionários.

“Permitiremos que todos os nossos funcionários assalariados tirem férias quando quiserem e por quanto tempo que quiserem. Não há a necessidade de pedir por aprovação prévia. Os funcionários nem os gerentes devem ficar contando os dias fora do escritório”, escreveu Branson, em seu blog.

“Acho que tratar as pessoas como seres humanos e dar a elas flexibilidade não vai fazer com que elas abusem do benefício”, disse, em entrevista à TV CNN. “Elas vão fazer o trabalho direito”.

Sem mais artigos