Chinês Hong Xiao é acusado de assassinar paciente durante terapia de tapas

Você já se submeteu à técnica de paida lajin? Nunca ouviu falar, certo? Então tome cuidado quando buscar este tipo de tratamento. Um chinês foi indiciado por homicídio após sua paciente morrer durante a também conhecida como “terapia de tapas”.

 

 

Aos 56 anos, Hong Chi Xiao terá de responder por homicídio culposo após a sua paciente Danielle Carr-Grom, de 71 anos, morrer por não aguentar os tapas desferidos durante a terapia na clínica do médico.

 

O tratamento paida lajin gera controvérsias na China e em grande parte do oriente que utiliza desta técnica. Nela, o paciente se submete a fortes tapas dados por ele próprio ou por um terapeuta, principalmente na região das juntas e da cabeça. Quem faz o tratamento garante que ele melhora a circulação sanguínea.

 

O caso de Xiao aconteceu em outubro de 2016, mas somente agora as investigações terminaram A sessão aconteceu em um hotel na Inglaterra. Familiares de Danielle dizem que ela procurou o chinês com esperança de se curar da diabetes.

Sem mais artigos