Por mais chocólatra que um ser humano possa ser, gastar o equivalente R$ 770 em uma única barra de chocolate de 42 gramas me parece um pouco (só um pouquinho) exagerado. É o quanto custa o chocolate To’ak, feito com um tipo de semente rara produzida na costa do Equador.

De acordo com os fabricantes, cada barra barra tem 81% de cacau e passa por 36 passos diferentes para ser produzido. “É o mais caro puro chocolate escuro produzido no mundo sem qualquer coisa chique, como folhas de ouro ou diamantes para aumentar seu valor”, diz, orgulhosamente, o cofundador da empresa Carl Schweizer.

A produção é em pequena escala, por isso “apenas” 574 barras foram vendidas em 2014.

Sem mais artigos