O álcool deve ser consumido dentro de casa, segundo a máxima do prefeito da cidade japonesa de Fukuoka, que proibiu os funcionários municipais de ingerir bebidas alcoólicas fora de seus lares durante pelo menos um mês.

 

O prefeito Soichiro Takashima decidiu adotar a incomum medida após uma série de escândalos e episódios violentos nos quais estiveram envolvidos funcionários do município em estado de embriaguez, informou nesta quinta-feira o jornal “Nikkei“.

Takashima advertiu também que a prefeitura revisará sua regulação interna para endurecer as medidas disciplinares contra os empregados que participem destes tipos de incidentes.

A administração municipal insta aos funcionários a tomar água, refrescos ou outro tipo de bebida sem álcool durante reuniões e festas e só lhes permite consumir vinho, cerveja e licores em suas casas ou, como exceção, em suas próprias festas de casamento.

A medida foi tomada depois que a polícia deteve um funcionário portuário de 52 anos acusado de bater em um taxista e um trabalhador do departamento de proteção infantil de 48 anos por agredir um ex-companheiro na sexta-feira passada (18). Ambos se encontravam em estado de embriaguez.

Além disso, em fevereiro um empregado do Departamento de Bombeiros foi detido sob suspeita de ter roubado um veículo quando se encontrava sob os efeitos do álcool. 

Sem mais artigos