O Banco Central da Argentina divulgou nesta segunda-feira (8) que aplicará punições aos estabelecimentos comerciais que não aceitem as cédulas com o rosto de Eva Perón, em circulação desde setembro passado.

A autoridade monetária lembrou em comunicado que as notas de 100 pesos, com imagem da ex-primeira-dama “são de curso legal, pelo qual devem ser aceitas por todos os comércios e entidades financeiras”.

As penas são estabelecidas de acordo com a legislação vigente. Além disso, o Banco Central ressaltou a existência de um telefone para denúncias neste sentido.

A advertência do órgão foi feita após notícias divulgadas na imprensa argentina que apontavam para a rejeição de vários estabelecimentos às notas com o rosto de Eva Perón. Em alguns deles, há desconhecimento quanto a legitimidade das cédulas.

A série original com a imagem da ex-primeira-dama foi colocada em circulação em 20 de setembro de 2012, em comemoração ao 60º aniversário da morte da Eva, segunda esposa do três vezes presidente argentino Juan Domingo Perón.

Comerciantes argentinos se recusam a aceitar cédulas de Eva Perón

Sem mais artigos