Sheila Jones é uma vovó dedicada à arte. Mas não à arte convencional, de pincel e natureza morta, mas sim à arte de corpo: são quase 300 tatuagens cobrindo sua pele.

A senhora de 64 anos fez sua primeira no colegial, quando o primeiro amor a levou a tatuar o nome de um menino em seu braço utilizando apenas uma agulha de costura e um pote de nanquim. Até os meados dos trintas, ela tinha realizado mais 6.

Quando Sheila conheceu seu segundo marido Rob, com que se casou em 2006, é que sua relação com o mundo da tatuagem se estreitou. Ele era um tatuador amador e, para ajudá-lo, ela se ofereceu como cobaia para seus novos rabiscos. Em duas semanas, seu corpo já estava todo coberto de novas tatuagens.

No total, hoje ela tem 268 por todo o corpo. “Muitas vezes as pessoas ficam paradas me olhando na rua, especialmente os mais idosos que sempre perguntam sobre minhas tatuagens”, disse ao “Daily Mail”.

“Eles normalmente ficam curiosos sobre a quantidade que tenho. Mas isso não sinto como algo que inibe minha vida. Meu corpo e minhas tatuagens fazem de mim o que sou. Eu não me arrependo em nada de tê-las”. 

Sem mais artigos