Em comemoração ao dia do tatuador, celebrado em 20 de julho, o Conjunto Nacional, em São Paulo, recebe uma exposição com mais de cem peças oriundas do Museu da Tattoo. Máquinas artesanais utilizadas no antigo presídio do Carandiru,  fotos e desenhos estão entre os itens, que ficam expostos no prédio da avenida Paulista entre os dias 08 e 28 de julho. 

A exposição apresenta a historia da arte da tatuagem, informando suas origens, costumes e usos; mostrando a ornamentação dos corpos está presente como uma forma de linguagem do ser humano. 

O acervo do Museu Tattoo Brasil, criado em 2004 pelo tatuador Polaco, conta com peças como instrumentos de tatuagem da Tailândia, réplicas de cabeças encolhidas – técnica utilizada pela tribo Encolhedores de Cabeças, para neutralizar seus inimigos -, e adereços como um crânio Kapala original. 

“A nossa intenção é de aproximar e divulgar essa arte corporal milenar às milhares de pessoas que circulam pela Paulista, pelos adeptos, curiosos e interessados em conhecer um pouco mais da história de uma arte que usa o corpo como suporte”, explica a organizadora da exposição, e também tatuadora, Carla Rissatto.

Veja fotos das peças expostas na galeria de imagens acima.

Serviço:

Exposição Museu Tattoo Brasil

Local: Conjunto Nacional

End: Av. Paulista, 2073 – térreo (próximo ao metrô Consolação)

Data: de 08 a 28 de Julho

Horário: De segunda a sexta-feira, das 7h às 22h

Sábado, domingo e feriados, das 10h às 22h

Organização: Carla Rissatto 

Curadoria: Márcio Ramos

Sem mais artigos