CPM22

CPM22

Quem?!?! Banda Nacional

BRIGAS
Amanda: Qual a treta com o Rick Bonadio?
CPM22: Mas quem falou que a gente tretou com ele?
Silveirinha: A Amanda polemizou, o que ele falou foi que a banda mais difícil que ele já trabalhou foi o CPM22.
CPM22: Mas deve ser difícil porque a gente é uma banda que contesta algumas coisas. Se é tão difícil, porque a gente teve que procurar outros meios pra sair da gravadora dele? Ele não queria que a gente saísse de lá, então porque ficou segurando até o último segundo? Mas a gente não tem nada pessoal contra o cara.
Silveirinha: Você vai chamar ele pro natal?
CPM22: Não ..

MUDANÇA
Emílio: Mas porque vocês vão mudar agora?
CPM22: Não, a gente não mudou …
Emílio: Mas o Pastor falou que vocês mudaram!
CPM22: Esse single é diferente de tudo que a gente já fez mesmo, tem algumas músicas com essas influências, são coisas que a gente sempre ouviu e que tão no mesmo universo de tudo que a gente ouviu pra fazer a banda. A diferença é que a gente nunca tinha usado no nosso som, mas assim, realmente a gente quis dar uma mudada, a gente conversou muito no que a gente poderia … a gente não queria ser cópia de nós mesmo, e a gente não queria ficar nesse lance genérico.

COLUNA
Pior: Japinha, você escreve, você é colunista, sei que você escreve pra revista Atrevida. Você já evoluiu e agora ta na Marie Claire? Essa mulher em você já cresceu?
CPM22: Essa mulher não. Eu continuo, faz 5 anos que escrevo, e dessa coluna saiu um livro, “Qual é a dele”, que é a opinião dos homens, dos rapazes sobre o universo feminino.
Amanda: Tipo um colírio, você é um colírio.
CPM22: É o nosso baterista atrevido. E o trabalho ta rolando, lancei na Bienal, e ta vendendo bem pelo que eu to sabendo.

CPM22

Sem mais artigos