Em uma aldeia no leste da África, os crocodilos do Nilo são tidos como seres sagrados. Os visitantes que chegam à vila Bazoule, em Burkina Faso, são convidados a passear entre os animais e, até mesmo, a segurar em suas caudas. No entanto, as “feras mansas” chegam a ficar em pé em duas patas (como este da foto) para pegar o alimento jogado pelos moradores locais. 

Segundo o jornal “Daily Mail”, as pessoas daquele povoado acredita quem a sorte de seu povo está relacionada a sobrevivência dos crocodilos. Eles tratam os monstrengos como parte da comunidade, inclusive, enterram-nos no cemitério assim que estes morrem. 

Em visita ao local, Gavin Chapman, um gerente de TI britânico, registrou a impressionante imagem do crocodilo em pé. “Havia cerca de 15 crocodilos tomando sol, todos a mais ou menos dois metros de nós e sem grades nos separando”, contou.

Os “bichinhos” de estimação dos moradores da vila medem em torno de 4 metros de comprimento, chegam a pesar 230kg e vivem até 45 anos de idade. 

Crocodilos recebem “carinho” de turista

Sem mais artigos