De volta aos tempos de escola, é bem comum lembrar-se dos inúmeros protestos engraçadinhos que os alunos costumam fazer contra seja o que for que os estiverem incomodando naqueles dias. 

O quadro-negro sempre foi o local preferido para expressar angustias e fazer piadas, arrancando expressões de satisfação daqueles que concordam com o protesto. 

Mas na Eslováquia, uma dessas brincadeiras ganhou fama nacional, e não foi de uma maneira muito positiva. Enquanto a professora Maria Franikova, de uma cidadezinha chamada Poltar, dava entrevista para um canal de TV, um desenho de um homem com um nariz em formato de pênis servia como pano de fundo para o cenário.  

De acordo com o jornal inglês “Metro”, a pegadinha passou despercebida pelos editores da emissora. Mas alguns telespectadores mais atentos não deixaram barato, e inundaram o canal com reclamações pela imagem inapropriada. 

“Não sei se isso foi uma mensagem secreta dos professores para o governo ou o quê, mas deveria ter sido tirado do quadro. Já temos bastantes babacas na política, não precisamos criar mais”, disse Miroslav Spak, ao assistir o programa. 

O autor do desenho permanece anônimo. 

Sem mais artigos