Katie VanBlaricum é artista e cria bijuterias a partir de insetos reais secos. Contudo, também se tornou a “mãe” de diversas borboletas ao dar uma nova vida a elas.

VanBlaricum é uma expert em restaurar asas de borboletas e realizar transplantes para que consigam voltar a voar. “Não é difícil para mim restaurar as asas já que trabalho com insetos mortos. Levo menos de cinco minutos para fazer a ‘operação’. É preciso trabalhar rápido para não estressar tanto a borboleta”, explicou em entrevista ao site Bored Panda.

Há 14 anos ela trabalha com compra e venda de insetos mortos, vindos de criadores sustentáveis, para outros artistas ou cientistas. Foi apenas em 2013 que realizou o seu primeiro transplante:

Em seu Facebook, VanBlaricum conta que apesar de seu ramo não ser insetos vivos, o zoológico descobriu seu trabalho minucioso com borboletas e “tem trazido algumas pacientes”.

Com seu trabalho, seja com os acessórios ou resgates, a artista quer mudar a visão das pessoas sobre os insetos. “Muitos acham que não gostam de insetos, mas assim que começam a conhecê-los e a entender melhor este universo, várias pessoas acham algo que amam”, explicou. Apesar da categoria não ser vista como “fofa”, ela reforça que “eles merecem ser salvos”.

Abaixo, VanBlaricum mostra como é feito o transplante em uma borboleta viva. Apesar de precisar cortar um pedaço da asa natural, ela ressalta que os bichos não sentem dor. Após retirar as partes danificadas, a peça artificial é colada no inseto. No final, a artista deixa a ‘paciente’ em uma esponja mergulhada em bebida isotônica para que possa se alimentar.

Sem mais artigos