Segundo uma reportagem do The Telegraph, um estudo realizado nos EUA, onde mais de 100.000 pessoas saudáveis foram analisadas, relatou que aqueles que tomaram uma dose de aspirina todos os dias foram dois quintos menos susceptíveis de desenvolver e morrer de câncer de esôfago, estômago na década seguinte.

 

 

Eles também tinham um risco 12% menor de morrer de outros tipos de câncer, somando um total 16% menor o risco de morte por câncer de qualquer tipo.

Embora pesquisas anteriores houvessem encontrado resultados similares, essa nova pesquisa adiciona à evidência em favor de tomar a droga como uma medida de proteção. Os autores do mais recente estudo, publicado no Journal of the National Cancer Institute, disseram: “Mesmo um benefício relativamente modesto, com relação à mortalidade por câncer em geral ainda pode influenciar significativamente os balanços de riscos e benefícios do uso de aspirina profilática (proteção)”.

Mas o Dr. Eric Jacobs, que liderou o estudo, enfatizou que as pessoas não devem tomar aspirina todos os dias antes de discutir os potenciais efeitos colaterais, como sangramentos estomacais, com seus médicos. Ele disse: “Embora as evidências recentes sobre o uso de aspirina e câncer é encorajador, ainda é prematuro recomendar as pessoas começam a tomar aspirina especificamente para prevenir o câncer. Mesmo dose baixa de aspirina pode aumentar substancialmente o risco de hemorragia gastrointestinal grave. As decisões sobre o uso de aspirina devem ser feitas através do equilíbrio dos riscos contra os benefícios no contexto da história clínica de cada indivíduo.”





 

Estudo aponta que tomar aspirina pode ajudar a prevenção do câncer

Sem mais artigos