Fabiana Murer

Fabiana Murer

Quem?!?! Campeã mundial e recordista sul-americana de salto com vara

APRESENTAÇÃO E TREINOS
Emílio: Aqui está ela, Fabiana Murer. Atual campeã mundial e recordista sul-americana no salto com vara. Sua melhor marca na carreira é de 4.85 metros.
Bola: Que que é isso, hein? Vai saltar alto assim no inferno!
Emílio: Bom, as piadinhas de salto com vara não serão permitidas.
Pior: Eu não sou chula! Sou fina e sofisticada.
Bola: É, vamos parar com essa bobagem
. Emílio: Bom, Fabiana, você é de Campinas?
Fabiana Murer: Isso, sou de Campinas.
Emílio: Mas você habita Campinas?
Fabiana Murer: Não, não mais. Eu moro há mais de dez anos em são Paulo. Mudei para cá para poder treinar, porque as condições eram melhores para eu poder me desenvolver.
Emílio: E você treina todo dia, como é que é?
Fabiana Murer: Treino todo dia, mas não salto todo dia. Porque os treinos são bastante desgastantes. Então eu salto duas vezes por semana e o resto é mais físico mesmo. Eu faço outras provas do atletismo, como o salto em distância, corrida com barreiras… Tudo para ajudar o salto com vara. E na época que não está acontecendo competição, eu chego a treinar umas seis horas por dia, dividido em dois períodos. Também treino ginástica olímpica, que eu fiz desde os sete anos de idade e hoje eu continuo praticando uma vez por semana para poder ajudar no salto com vara também.

OLÍMPIADAS
Emílio: Agora me fala uma coisa, com quais esportes começou as olimpíadas? São aqueles salto em distância, 100 metros, maratona e depois que começaram a inventar outros?
Fabiana Murer: O salto com vara já fazia parte das primeiras Olímpiadas da era moderna, então ele já bem antigo, mas era só para os homens. As mulheres não competiam. Para as mulheres, a primeira olimpíada foi em 2000. Então, é uma modalidade nova ainda para as mulheres.
Amanda: Sério?
Fabiana Murer: Eles achavam que a gente não tinha condições, assim, de fazer o salto com vara. Que a gente não agüentaria.
Emílio: E é bonito, né?
Bola: A plástica é bonita, né!
Carioca: Eu gosto da Yelena Isinbayeva, que é a concorrente dela…
Bola: Essa que é a tua rival?
Carioca: É, é a maior rival dela.
Emílio: Eu gosto de dois esportes nas Olímpiadas. Salto com vara e vôlei de praia. Amanda: Ah, mas você está falando dos corpos femininos!
Emílio: É o que eu gosto de assistir. Fabiana, você acha que isso conta lá pra turma que está assistindo? Essa plástica. Porque vocês dão uma embelezada, não dão?
Fabiana Murer: É que o salto com vara já é bonito, né? Plasticamente. Ver a vara envergar e o atleta conseguir se colocar na posição certa para saltar. E é um esporte perigoso. Se você fizer errado, pode cair fora do colchão, voltar pra pista. E é bonito. Acho que é legal de ser assistido, principalmente quando tem competições bem disputadas. Eu não sei, a gente tenta fazer um salto bonito, então a beleza e a performance das atletas chamam bastante atenção, sim.

ALIMENTAÇÃO E SUPLEMENTAÇÃO
Silveirinha: O que mais me impressiona é a sua musculatura abdominal e, na verdade, a sua panturrilha…
Fabiana Murer: A minha panturrilha?
Silveirinha: É, tem uma batata da perna muito gostosa. E é difícil ver mulheres assim, geralmente são mais “parrudas” as das mulheres normais. Então, o que eu queria saber é se existe uma suplementação que você toma para deixar sua panturrilha assim?
Fabiana Murer: Olha, é treino, viu!
Silveirinha: Mas você não toma nada? Proteína, Carboidrato e por aí vai?
Fabiana Murer: Sim. Eu tento suprir tudo praticamente com a minha alimentação e tenho uma nutricionista para cuidar disso. Mas eu faço uma suplementação principalmente na época que eu começo a competir, porque antigamente eu perdia muito rápido a minha musculatura, a minha massa magra. Então eu comecei a tomar proteína para manter um pouco mais a musculatura por um tempo maior. E também tomo carboidrato no meio do treino só para ter mais energia mesmo.

Fabiana Murer

Sem mais artigos