A cidade de Fukushima – que abriga a planta nuclear que sofre com as avarias do primeiro terremoto, em março – sofreu nessa segunda (11) outro forte abalo sísmico. O tremor de magnitude 6.6 veio exatamente um mês depois do terremoto que causou um enorme tsunami, destruindo diversas cidades da região.

Em um momento inicial, a agência americana de pesquisa geológica chegou a divulgar a magnitude de 7.1, mas foi revisada posteriormente. O epicentro estava a 81 km de Fukushima e 163 km a nordeste de Tóquio, e mesmo assim prédios da capital japonesa balançaram.

Um alerta de tsunami foi emitido pelas autoridades nipônicas, mas já foi retirado. Apesar de relatos de carros soterrados e outros incidentes isolados, não houve confirmação oficial de mortos ou feridos.

O terremoto começou às 17:15, no horário japonês, justamente quando o Primeiro Ministro Naoto Kan se preparava para fazer um discurso em cadeia nacional para lembrar o aniversário de um mês do pior terremoto já registrado na história Japonesa.

Abaixo, imagens da emissora NHK, mostrando os efeitos do tremor desta segunda-feira.

Forte terremoto atinge o Japão no aniversário de um mês da tragédia

Sem mais artigos