Com fotos que se destacam pela beleza, o italiano Andrea Frazzetta registrou as atividades de xamãs em Lima, capital do Peru. Na série “Urban Shamans” (Xamãs Urbanos, em tradução livre), Andrea explorou como trabalham esses curandeiros por trás de portinholas e nos becos da metrópole peruana.

Para o fotógrafo, três quartos dos autoproclamados xamãs são charlatões que se aproveitam da crença local. No entanto, ele acredita que há curandeiros que estudam e reproduzem práticas e conhecimentos milenares. 

 

Sem mais artigos