O paulistano já está mais do que acostumado com panes no sistema de transportes, que passaram a ser parte da rotina corrida da cidade. Pelo menos uma vez por semana alguma coisa dá errado e milhares de pessoas ficam na mão. Só que nesta terça-feira (4), a situação complicou demais. Uma pane no sistema do metrô da capital deixou milhares de passageiros sem poder voltar para casa.

Um trem da Linha 3-Vermelha se desenergizou completamente, desativando com isso o sistema de ar-condicionado dos vagões, o que levou muitos passageiros a descer para os trilhos. Só para mostrar a gravidade da situação, em São Paulo, está sendo comum os termômetros de rua registrarem mais de 38º nos últimos dias. Assim, toda operação da linha Vermelha foi paralisada por mais de 5 horas e também houve panes nas linhas 1-Azul e 4-Amarela. A revolta dos usuários se espalhou por pelo menos 7 estações.

De acordo com o Movimento Passe Livre, a tragédia já estava anunciada. “Não por acaso, a falha de energia aconteceu num trem da Frota K. Essa frota já havia registrado quase 700 falhas em um período de 30 dias, além de ter descarrilado na Barra Funda em agosto de 2013. O Sindicato dos Metroviários denuncia a situação da Frota K desde 2011”.

O Governo, ao invés de apresentar soluções para o problema, mais uma vez tentou politizar a situação, dizendo que vândalos estariam interessados em trazer o caos para a cidade a fim de desmoralizar as autoridades. Só que, segundo o texto do MPL, “se há um grupo organizado responsável pelo caos nos trilhos, está claro que é o próprio Governo, aliado aos cartéis da Siemens e Alstom, que lucram com o sufoco dos trabalhadores e passageiros, sucateando e privatizando o serviço”.

Milhares de imagens inundaram o Instagram no momento da confusão: selecionamos as melhores. Confira na galeria.

Sem mais artigos