Foto: Pixabay

Um galo usado em uma rinha ilegal no sul da Índia matou o próprio dono ao ser preparado para um confronto. A ave tinha uma faca amarrada em uma de suas patas e acabou fazendo um corte na virilha da vítima.

O homem de 45 anos foi identificado como Thangulla Satish e faleceu na semana passada, no estado de Telangana, informou o inspetor B. Jeevan no último domingo (28), de acordo com informações da ABC News.

Uma faca de 7 centímetros estava presa ao galo para gerar maiores danos ao seu oponente de rinha. No entanto, enquanto estava sendo preparada para o combate, a ave se assustou e tentou fugir, causando o corte fatal em Satish.

A rinha de galos é proibida na Índia desde a década de 1960, mas a prática continua sendo perpetuada em algumas regiões no sul do país. Após a morte de Satish, uma investigação foi aberta e está à procura de mais de 12 pessoas envolvidas na organização do evento. Se forem consideradas culpadas, elas podem ser presas por até dois anos, informou o veículo.

De acordo com a polícia, o galo estava sendo preparado para participar de um festival de apostas no vilarejo de Lothunur. Neste tipo de briga, os animais são equipados com facas e lâminas para conseguirem causar o maior dano possível ao adversário. A rodada acaba quando uma das aves morre ou escapa.

O galo foi levado à delegacia e talvez precise ser apresentado ao tribunal. Em seguida, ele será movido para uma granja local.

Sem mais artigos