Karina Chikitova, uma garota russa de apenas 3 anos, passou 11 dias na taiga siberiana depois de se perder de seu pai. Ela foi resgatada graças à astúcia de seu cachorrinho, Kyrachaan (nome que significa “o pequenino”), que estava com ela.

Depois de nove dias dormindo com a garota, ajudando-a a se esquentar durante a noite, o cão foi buscar ajuda na vila em que vive e voltou com um time de resgate. As informações são do site Siberian Times.

Karina, surpreendentemente, estava bem, tendo se alimentado de frutas e bebido água do rio. Ela foi mordida por mosquitos, mas teve sorte por não ter encontrado lobos ou ursos, comuns na região.

Os pais de Karina nem ao menos sabiam que a menina estava desaparecida. Eles contam que, quando Rodion, pai dela, saiu para trabalhar alguns dias longe de casa, como voluntário para combater um incêndio, a menina o seguiu sem ele perceber

A mãe, por sua vez, achava que ela estava com o pai o tempo todo. Quando eles finalmente se falaram por telefone, alguns dias depois, perceberam que Karina estava perdida.

Um comitê investiga se houve negligência familiar no desaparecimento da menina.

Sem mais artigos