Uma mãe decidiu retirar seu filho de sete anos de idade da escola após ele ter sido “forçado” a escrever um pedido de desculpas em um papel para “arrepender-se dos pecados” e depois comê-lo. É isso mesmo!

Horrorizada, Celia Mullen, 46, afirma que seu filho Luis e outros jovens foram incentivados a participar de um ritual bizarro feito por membros de uma igreja durante uma visita nas salas de aula. A escola primária em questão, “Ainderby Steeple”, fica na cidade de Northallerton, no distrito de North Yorkshire (Reino Unido)

Ela diz que o incidente deixou seu filho tão perturbado que ele agora se recusa até a dormir sozinho. Depois do ocorrido, Luis presenteou sua mãe com desenhos bem distintos: um “capeta”, com chifres e tridente, e um anjo.

Celia só ficou sabendo da visita feita pela Igreja Batista “Nova Vida” (New Life Baptist Church) à escola quando seu filho chegou em casa bem chateado e perguntou: “Mãe, por que eu tenho que pedir desculpas?”. Ela, sem saber, respondeu: “O que você quer dizer? Você fez algo de errado na escola?”. “Nós tivemos que comer um pedaço de papel com a palavra ‘desculpa’ escrita nele”, contou Luis, que depois começou a chorar.

Em outra ocasião, a mãe de Luis disse que seu filho foi mandado para casa com uma Bíblia para adultos, em vez de uma versão para crianças.

Outros pais preocupados também trocaram seus filhos de escola para evitar novas “sessões de pregação”. “Eu tenho minhas crenças religiosas, tenho minha fé, mas o que foi feito é uma doutrinação de mentes jovens e é inaceitável”, afirmou um  pai que não quis ser identificado.

A intenção dos religiosos era orar a Deus e fazer com que as crianças conseguissem seu perdão por meio do arrependimento, representado pela palavra “sorry” (desculpa) escrita no papel e depois ingerida. Segundo eles, as crianças teriam o perdão de todas as coisas ruins que já fizeram após comer o papel!

A diretoria da escola está investigando o incidente.

Sem mais artigos