Foto: Jonathan Mays/FWC Fish and Wildlife Research Institute

A gata de uma família da Flórida encontrou uma cobra no exterior da casa e resolveu “presentear” os donos com esta lembrancinha. Como se o réptil já não fosse assustador o suficiente, a moradora de Palm Harbor ficou surpresa com o que viu em sua sala.

À primeira vista, Kay Rogers achou que o animal estivesse ferido, mas sua filha Avery a alertou que se tratava de uma cobra com duas cabeças.

“Originalmente pensei que minha filha estava brincando quando disse isso. Mas quando olhei para ele, me surpreendi, nunca tinha visto algo parecido antes”, relatou a mãe ao site Click Orlando.

Ela contou que a menina é uma amante da natureza e ficou fascinada com a cobra da espécie corredor negro do sul, que nomeou de Dos. “Ela me disse: ‘viu, mãe? Olive [a gata] o trouxe para dentro porque sabia que nós o salvaríamos’.”

E Avery estava certa. A família realmente salvou o réptil.

O Instituto de Pesquisa da Flórida para Pesca e Conservação dos Animais (FWC na sigla em inglês), consultado por Rogers, explicou que essas cobras raramente sobrevivem por muito tempo na natureza.

Dos é fruto de um fenômeno incomum chamado bicefalia. Isso acontece durante o desenvolvimento do embrião, quando dois gêmeos monozigóticos falham em se separar e duas cabeças nascem no mesmo corpo.

“O problema é que os dois cérebros agem e pensam de forma independente, tornando complicado a tarefa de comer e escapar dos predadores. Por causa disso, animais com duas cabeças não costumam sobreviver por muito tempo na natureza”, explicou o instituto em uma publicação no Facebook.

A família manteve Dos em casa, em um aquário preparado especialmente para ele, até encontrar um lugar para deixá-lo.

“Ficamos felizes por termos o encontrado e que tenha se tornado uma pequena parte de nossa família. Acho que encontramos o melhor lugar para ele sobreviver [referindo-se ao FWC]. Esperamos que ele consiga prosperar”, finalizou Kay.

Sem mais artigos