A cidade alemã de Hamelin está precisando de outro flautista após uma nova infestação de ratos.

 

 

De acordo com o conto de fadas, o flautista de Hamelin guiava os ratos que infestavam a cidade até o rio Weser para que eles morressem afogados, hipnotizando eles com sua flauta mágica.

O porta-voz do Conselho da Cidade, Thomas Wahmes, disse que a cidade está sofrendo de um novo problema com os roedores.

Uma legião crescente de ratos “mastigou através dos cabos de eletricidade” atrapalhando o funcionamento da fonte da estação de trem da cidade, afirmou o porta-voz.

A ‘predileção’ dos ratos em roer os cabos também levaram a problemas ocasionais com os semáforos da região da fonte.

Ironicamente, os turistas que visitam a cidade por causa da lenda contribuíram para este recente problema.

Gunter Loschner, o capturador de ratos oficial de Hamelin, disse ao jornal local “Deister und Weser Zeitung” que “o fator humano desempenha um grande papel. Visitantes sentam em volta da fonte e jogam migalhas para alimentar os pássaros. A noite, os ratos saem e comem o que sobra. Eles vão para os dutos dos cabos para poderem comer sem perturbações” finalizou.

Sem mais artigos