Um homem vestido de bispo tentou entrar nesta segunda-feira (04) no recinto onde os cardeais realizaram a primeira reunião preparatória do conclave que elegerá o sucessor do papa Bento XVI e, apesar de ter conseguido burlar um primeiro controle de segurança, foi interceptado e expulso.

O fato ocorreu logo após as 5h (horário de Brasília), antes do início da reunião enquanto chegavam os 140 cardeais e na presença de dezenas de repórteres de todo o mundo.

O homem, cuja identidade é desconhecida, chegou à chamada entrada “Petriana”, pela qual se acessa o complexo conhecido como Sala Paulo VI, em cuja Ala Nova do Sínodo se realizam as congregações.

Apesar de sua vestimenta, era possível perceber que o falso bispo tinha a batina curta demais e a faixa violeta na cintura era diferente da dos prelados. Também usava uma cruz pendurada no pescoço grande demais.

O falso bispo se apresentou acompanhado de várias pessoas vestidas como sacerdotes e não se sabe se eram autênticos ou não.

O homem conseguiu passar pelo primeiro controle da Guarda Suíça, mas depois foi interceptado pela polícia do Vaticano quando pretendia entrar na Sala Paulo VI, de onde foi expulso.

Ao ser perguntado sobre o incidente, o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, disse que ele estava dentro do Ala Nova do Sínodo e que era a primeira notícia que tinha do ocorrido.

Sem mais artigos